IMUNIZAÇÃO COGNITIVA

O texto acima recebido pela colunista era extenso demais para uma coluna. Foi necessário reescrevê-lo para que fosse possível a sua publicação neste espaço, mas a lógica da imunização cognitiva foi mantida, com sua argumentação científica baseada na neurociência.