A FÉ COMO RECURSO

Osmar Terra lembrou que como médico via pessoas rezando com pacientes viciados que tratava. Elas acreditavam que a fé podia curar, pois a oração substituía o relaxamento do governo que nunca se importou com o problema. Há mais de 20 anos oficialmente só se pensa em reduzir danos já que a droga “é um direito”.

“Se tu és pobre, teu filho se droga, não estuda, não trabalha e não faz nada, qual a primeira pessoa que buscas para um conselho? É o líder religioso, o padre, o pastor. As igrejas passaram a receber uma demanda cada vez maior e montaram comunidades terapêuticas e isso não quer dizer que trabalham só com a fé. Trabalham com uma metodologia que dá resultados”.