TRABALHADORES DA GM

Não houve acordo entre os trabalhadores da montadora de Gravataí e a direção da GM, em São Paulo. Quem negocia com a empresa é o Sinmgras (Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí) que não abre mão do reajuste e do PPR acordado com a GM. Nada melhor do que buscar um entendimento, antes de uma radicalização. Multinacional não tem coração, tem uma calculadora eletrônica no “peito”.